logo-blog
Search
Cuidador de idosos pegando na mão de idosa

COVID-19: Cuidados especiais com idosos

Índice

Mãos de cuidador de idoso pegando na mão de idoso

Devido à pandemia que o mundo vem enfrentando nos últimos meses, toda a população está vulnerável ao coronavírus. No entanto, idosos pertencem ao grupo de risco e têm mais chances de desenvolver complicações fatais caso sejam infectados.

Indiferentemente de o idoso ser saudável ou não, a partir dos 60 anos seu sistema imunológico fica mais comprometido e responde de forma mais lenta às agressões externas. Além disso, a presença de doenças como diabetes e hipertensão facilitam o desenvolvimento de um quadro mais severo.

Dessa forma, alguns cuidados especiais com as pessoas idosas são fundamentais até que esse momento de turbulência passe. Cuidados com a alimentação, atividades físicas e saúde mental estão entre as ações mais indispensáveis nesse período.

Neste artigo, daremos várias dicas de cuidados especiais com os idosos que temos que adotar durante a pandemia/quarentena.

Dicas de cuidados com os idosos durante a quarentena

Somente no Brasil, em torno de 15% da população é de pessoas idosas. Não só no país como no mundo todo, a maioria das vítimas do COVID-19 são idosas. Por isso, devemos fazer tudo que estiver ao nosso alcance para protegê-los.

A melhor forma de prevenção que temos no momento é o isolamento social. Restringir o contato dos idosos com o resto das pessoas é muito importante, no entanto, várias outros cuidados precisam ser colocados em prática.

A seguir, listamos os principais cuidados que você deve ter caso tenha um idoso em casa ou seja parente de pessoas com mais de 60 anos:

  • isolamento social: por mais que os idosos gostem de fazer atividades com os amigos e familiares, durante a pandemia essas atividades devem ser evitadas. Eles devem se expor o mínimo possível ao ambiente externo;

  • alimentação saudável: em função do vírus, é muito importante fortalecer a imunidade do idoso. Por isso, deve-se manter uma alimentação balanceada, com horários definidos e regulares. Frutas e verduras devem ser comidas diariamente, assim como devem ser bebidos 2 litros de água;

  • atividades físicas: as atividades físicas também devem ser mantidas em casa neste período. Caso não tenha muito espaço, improvise brincadeiras ou voltas no quintal;

  • cuidados com a higiene pessoal: esses cuidados devem ser redobrados durante a pandemia. Os idosos devem, lavar as mãos com frequência e ter os seus utensílios pessoais higienizados;

  • higienização ao voltar da rua: é fundamental que familiares ou cuidadores façam uma higienização ao voltar da rua. É preciso lavar muito bem as mãos, deixar sapatos do lado de fora casa, tomar cuidado com a roupa que estava (se possível colocando para lavar e trocando com uma nova) e evitar todo e qualquer contato com o idoso antes de se ter realizado a higienização;

  • trocar visitas por ligações: além de não deixar o idoso completamente sozinho, também é necessário que o restante da família se mantenha presente, através de ligações ou chamadas de vídeo. As visitas devem ser evitadas neste momento;

  • ajuda para fazer compras e pagar contas: se o idoso mora sozinho, ele precisa de ajuda de outras pessoas para pagar contas, fazer compras e manter a higiene pessoal;

  • mantê-los informados sobre o atual cenário da doença: é preciso informá-los do atual cenário da doença para que eles compreendam o afastamento de outras pessoas e não tenham o sentimento de abandono;

  • cuidados com a saúde mental: o isolamento pode trazer solidão e provocar ansiedade, por isso é muito importante se fazer presente na vida dos idosos, mesmo que seja por telefone. Conversar é capaz de minimizar o sofrimento. Ver fotos antigas e jogos de tabuleiro também são excelentes opções;

  • ficar longe de pessoas doentes ou com sintomas: os idosos devem ser mantidos afastados de pessoas doentes ou com os sintomas do COVID-19;

  • manter as vacinas em dia: o idoso deve estar com todas as vacinas em dia. As mais importantes são a da gripe e a antipneumocócica, oferecidas gratuitamente nas unidades de saúde do país;

  • evitar idas desnecessárias a hospitais e unidades de pronto atendimento: nestes lugares o contato com pessoas doentes é maior, por isso, em casos de muita necessidade, deve-se procurar atendimento em unidades básicas de saúde;

  • fazer uso de suas medicações: o uso de suas medicações, como por exemplo para hipertensão e diabetes, deve ser mantido a fim de evitar uma descompensação clínica.

Todos esses cuidados são fundamentais para manter a saúde do idoso e evitar que ele contraia o vírus. Para aliviar a tensão, fazer atividades que ele gosta é fundamental.

Ele pode aprender receitas de culinária, ler livros, assistir a filmes e séries, fazer exercícios em casa e aperfeiçoar as habilidades de comunicação através das mídias sociais. Tudo com o intuito de mantê-lo protegido e seguro dentro de casa e resguardando a sua saúde mental.

Você tem um vovô ou vovó em casa? Quais estão sendo os seus cuidados especiais nesse momento de pandemia / quarentena? Compartilhe conosco nos comentários!

Posts Relacionados

pessoa lavando as mãos

Todos os direitos das Empregadas domésticas

  Saber quais são todo os direitos das empregadas domésticas é fundamental antes de realizar uma contratação, isso porque, muitas vezes a sua necessidade não

Oprah Winfrey

7 mulheres empreendedoras e o que aprendemos com elas

Há séculos mulheres empreendedoras inspiram outras gerações com suas histórias de superação, conquistas e lições de vida. Muitas tiveram que lidar intensamente contra as adversidades

infantil

Cuidado infantil: Como se preparar para emergências

Preparar-se para emergências durante o cuidado infantil é uma responsabilidade crucial para pais, cuidadores e profissionais da área da saúde.  Diante da imprevisibilidade dos incidentes