img-famyle-logo-cor-horizontal
home care

Preciso de uma cuidadora de idosos 24 horas, e agora?

Índice

A rotina para cuidar de um idoso pode ser muito cansativa e buscar por uma cuidadora de idosos 24h pode acabar sendo, muitas vezes, a melhor opção.

Todavia, existem muitos pontos em que a contratação desse profissional acabam gerando muitas dúvidas, tanto para você quanto para os seus familiares.

Continue lendo esse artigo e compreenda a função da cuidadora de idosos 24h e quando é um bom momento para que ela seja contratada.

Quais são os sinais de que deve contratar?

As dúvidas que circulam a aquisição de alguma coisa sempre existe. As pessoas devem tomar decisões constantemente ao decidir comprar um produto ou serviço.

Com isso, desde a compra de uma máquina de fazer massa até um cabeleireiro são fatores que demandam uma reflexão prévia, com o intuito de tomar a melhor decisão.

Todavia, quando se trata de contratar alguém para cuidar de um ente querido, as dúvidas podem ser ainda maiores.

Existem muitos questionamentos a respeito do melhor momento para se contratar esse profissional, onde muitas vezes não só a sua opinião é levada em consideração, como também a de seus familiares.

Entretanto, caso colocá-lo em uma casa de repouso não seja uma opção viável no seu caso, a contratação de um cuidador pode entrar em discussão.

Dessa forma, o seu ente querido pode receber muitos cuidados que são essenciais para ele da melhor forma possível, como ter uma companhia, ajuda com banho, alimentação e medicação.

Para o ajudar a tomar a melhor decisão em um caso tão delicado, confira a seguir alguns sinais de que pode estar na hora de contratar um cuidador, como:

  • Dificuldade de mobilidade;
  • Problemas com higiene pessoal;
  • Dependência do familiar para efetuar tarefas simples;
  • Segurança;
  • Necessidade de companhia;
  • Medicação com horário determinado;
  • Necessidades pontuais.

Esses são apenas alguns pontos que podem o auxiliar a tomar essa decisão, averiguando se o idoso apresenta essas características e se a ajuda de um profissional pode o ajudar nesses elementos.

Dificuldade de mobilidade

Com a chegada de uma idade mais avançada, muitas vezes pode vir uma dificuldade na mobilidade, uma vez que o corpo humano começa a perder um pouco da sua capacidade de locomoção.

Esse é um dos motivos, inclusive, de muitas pessoas de idade optarem por realizar fisioterapia aquática, com o intuito de manter o seu corpo funcionando e, diminuindo os efeitos do tempo com atividades físicas de baixo risco de acidente.

Todavia, caso você perceba que o seu ente querido está com dificuldade para levantar da cama, preparar suas refeições, descer os degraus de casa, entre outros casos, é possível que seja o momento de contratar um profissional para cuidar do idoso.

As dificuldades podem vir desde uma doença quanto das limitações que o corpo adquire com o passar da idade.

Problemas com higiene pessoal

Quando o idoso começa a utilizar fralda, por exemplo, pode ser o momento de se contratar um profissional, uma vez que essa situação requer um pouco mais de atenção e um cuidador pode ser de grande ajuda para isso.

Desde utilizando um detergente desinfetante até proporcionando banhos e curativos em momentos necessários, mantendo assim a saúde e evitando possíveis infecções.

Dependência do familiar ao efetuar tarefas simples

Muitas vezes pode existir uma dificuldade inclusive em efetuar tarefas simples tanto dentro de casa quanto fora. Um exemplo para isso é o grande número de exames e consultas que o idoso pode precisar fazer, onde a dificuldade de locomoção pode ser um problema.

Além disso, o esquecimento e a perda auditiva podem ser um agravante ao caso e, com isso, realizar tarefas como ir em um vacuum forming SP, chegar no hospital ou realizar as compras no supermercado podem ser difíceis de realizar.

Segurança

As emergências existem, uma vez que a idade avançada vem acompanhada de diversas doenças e problemas de saúde. Com isso, ter cuidadoras de idosos 24h para auxiliar em momentos de necessidade pode ser essencial para garantir a segurança do ente querido.

Dessa forma, além de levar o idoso para realizar os seus exames de rotina, como um doppler transcraniano ou uma ressonância, o cuidador possui um treinamento para as situações de emergência, onde a praticidade e o controle emocional podem salvar vidas.

Necessidade de companhia

As doenças psicológicas também podem ser um risco para o ente querido, uma vez que com o falecimento do companheiro, a saída dos filhos de casa ou até a aposentadoria podem acarretar em muitas consequências mentais.

Com isso, o cuidador pode possuir uma companhia constantemente, garantindo a sua saúde psicológica. 

A aposentadoria de uma fábrica de uniformes, por exemplo, pode ser muito difícil, por perder o contato com os colegas de trabalho e mudar a rotina drasticamente.

Medicação com horário determinado

Como já mencionado, a idade avançada vem acompanhada de muitas doenças e, com isso, uma grande variedade de medicamentos se faz necessária.

Com o auxílio de um cuidador, o idoso pode tomar os medicamentos corretos e no momento certo, administrando as doses de forma eficiente.

Desde a utilização de um tubo de silicone transparente em doenças mais graves a simples pílulas, a ajuda de um profissional para controlar os medicamentos pode ser muito importante.

Necessidades pontuais

Por fim, mesmo que o idoso seja saudável e possua uma vida muito ativa, sendo independente tanto mentalmente quanto fisicamente, ainda assim o auxílio de um cuidador pode fazer a diferença.

Isso acontece porque a companhia é essencial em uma série de situações, como o auxílio na instalação de uma ducha higiênica para banheiro, o acompanhamento em um pós-operatório, o auxílio em longos trajetos, entre outros fatores.

Como escolher um bom cuidador?

Para escolher um bom cuidador é necessário analisar alguns elementos pontuais que podem ser muito importantes no cuidado com o seu ente querido.

Além disso, é preciso também verificar se o profissional que você está considerando contratar é sério e capacitado para as necessidades do idoso. Para isso, você pode analisar algumas características.

Um dos primeiros passos a serem levados em consideração é buscar a opinião de pacientes antigos e atuais do funcionário, a fim de buscar uma prova social para as habilidades do indivíduo.

Além disso, você também pode exigir o certificado específico, comprovando a capacitação necessária para cuidar de idosos.

Caso seja uma empresa, você também pode consultar o histórico e a sua credibilidade perante o mercado de trabalho.

Outro ponto importante é, além da certificação, identificar se o profissional possui graduação em enfermagem, cursos e treinamento psicológicos.

Para conseguir ainda uma maior garantia das habilidades do profissional, é também possível realizar questionamentos referente ao cuidado com o banho, curativo, alimentação, medicação, auxílio na locomoção e entre muitos outros pontos.

O perfil do cuidador também é muito importante, uma vez que características pessoais como a gentileza, dedicação e pontualidade podem fazer toda a diferença para a construção de um ambiente de muita harmonia.

Por fim, é muito importante que você conheça a legislação, conseguindo compreender os direitos do profissional e também os deveres que ele possui com você.

Como deve ser o contrato com esse profissional?

O cuidador de pessoas idosas realiza as suas atividades no âmbito do lar, se enquadrando então na categoria de trabalhador doméstico, sendo categorizado por ser uma pessoa física e que presta serviços de natureza contínua.

Dessa forma, por entrar nessa categoria de trabalho, alguns direitos que esse profissional possui é o de uma carteira de trabalho assinada e a previdência social devidamente anotada.

Além disso, o profissional também possui o direito a um salário mínimo, por ser fixado em lei e o recebimento de um 13° salário.

Os feriados civis e religiosos também são um direito do cuidador, onde ele tem direito à folga nesses dias e, caso haja trabalho, o profissional deve receber o pagamento em dobro pelo período trabalhado.

Um repouso semanal remunerado também é um dos direitos que o cuidador possui, onde normalmente esse dia é aos domingos.

Outro momento de descanso que o profissional possui direito são os 30 dias de férias por ano e férias proporcionais, no término do contrato de trabalho.

Caso seja uma mulher que esteja realizando o trabalho, ela também possui o direito à estabilidade no emprego em razão da gravidez.

Além disso, ela também possui o direito de licença à gestante, licença maternidade e o auxílio-doença, em caso de invalidez, sendo esse pago pelo INSS.

Esses são apenas alguns dos pontos em que o cuidador possui direito, sendo muito importante compreender os seus deveres com o profissional e os deveres dele com você.

A contratação de um cuidador pode ser muito importante em diversos casos, uma vez que com o avanço da idade, muitos problemas podem aparecer. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on reddit
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Categorias

Posts Recentes

Compartilhe em suas Mídias Sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on reddit
Share on whatsapp

Tags

Posts Relacionados