Plataforma para encontrar babá

Índice

Se você está à procura de uma plataforma de serviços online para contratar babá, esse texto vai te ajudar. Reunimos as informações mais importantes de 2022 para te ajudar com sua pesquisa.

O que é ser Babá?

Babá é um profissional, quase sempre uma mulher, que cuida de uma criança ou bebê, em períodos de ausência dos pais ou responsáveis.

Cada vez mais presentes na sociedade moderna, as babás são as responsáveis por cuidar das crianças a partir de 3 ou 4 meses de idade (sem especialização em enfermagem) na ausência dos pais. Esta função, no entanto, tem evoluído para uma ajuda constante às mães, incluindo os cuidados com roupas e alimentação das crianças. Pode ser um trabalho assalariado para todas as idades.

Embora a profissão de babá seja relativamente recente, a função sempre existiu na maioria das sociedades organizadas, sendo exercida, dependendo de aspectos culturais e religiosos, por parentes mais jovens, servas ou ainda por escravas. O termo ama-seca era então empregado nesses casos, para diferenciar da ama-de-leite. O termo “babysitter” apareceu primeiramente em 1937, enquanto o verbo em inglês “babysit” apareceu pela primeira vez em 1947.

Quantos anos para ser babá em 2022?

Hoje no Brasil a Lei para se tornar babá é clara. Segundo a Lei Complementar 150 de 2015, conhecida como Lei das Domésticas, menores de 18 anos não podem exercer atividades de babá. A ministra Delaíde Miranda Arantes esclarece na reportagem por que a legislação proibiu menores de idade de exercerem esse tipo de atividade. 

Como escolher uma babá de confiança?

Sabemos que não é fácil deixar o filho sob os cuidados de outra pessoa, além de nós, mães e pais. Mesmo que seja com alguém da família, as preocupações parecem que insistem em ficar na cabeça. Quando o assunto é babá então, angústia se soma com dúvida e a situação fica ainda mais tensa.

Mas não precisa se desesperar. Aqui na Famhttps://famyle.com/criar-vaga/yle temos experiência nesse assunto e vamos te passar as principais dicas que você deve saber

1 – Verifique onde ela mora

Parece que o local onde a babá mora não faz diferença, mas faz. Mais ainda numa cidade como São Paulo, onde o trânsito pode te fazer gastar mais e três horas para chegar de um ponto a outro. “O tempo perdido no trajeto vai influenciar diretamente no desempenho da babá. Se ela mora muito longe e precisa pegar várias conduções para chegar até sua casa, pode acabar ficando cansada.

2 – Não fique preso a estereótipos

Aposto que você já ouviu falar por aí que babás mais velhas são mais responsáveis e que as mais jovens brincam mais. Pode até acontecer, mas não é uma regra. “Cada profissional tem suas qualidades e você deve entrevistar e falar com as candidatas sem preconceitos. No app Famyle temos babás mais jovens extremamente focadas e responsáveis e babás mais velhas cheias de pique e que adoram brincar”.

3 – Use sua intuição

Ao abrir a cabeça para todas as possibilidades, confie no que está sentindo. Intuição de mãe nunca falha, não é mesmo? Depois das perguntas de praxe da entrevista, como motivo da saída do último emprego, disponibilidade de horários e salário, converse sobre temas variados com a futura cuidadora. “Fale sobre hobbies, planos futuros ou notícias recentes. Assim, você testa sua empatia com a profissional”.

4- Pergunte sobre a rotina do bebê ou criança na última casa em ela trabalhou

Além das questões básicas e de saber como a babá aproveita as horas livres, é importante perguntar o que ela fazia no emprego anterior. “Toda profissional experiente tem na cabeça, com detalhes, toda a rotina, pois, como sabemos crianças e bebês sempre têm rotinas bem definidas. Isso vai te ajudar a entender qual o nível de confiança que os últimos empregadores tinham nela.”

5 – Consulte a carteira de trabalho

Essa tarefa também é essencial! Famyle recomenda ficar atenta aos profissionais que alegam ter perdido o contato com ex-empregadores e se negam a fornecer determinadas referências.

6 – Procure referências

Depois de analisar a carteira de trabalho, converse com as famílias para as quais a babá trabalhava antes. “Somente os ex-empregadores poderão te dar uma ideia real do que esperar da profissional”.

O que a babá deve vestir?

É uma questão de gosto. O uniforme pode ser uma boa opção, porque é prático e garante que você esteja sempre bem arrumada. Mas uma roupa discreta e limpa também vale. No dia a dia, o branco é a cor preferida da maioria. Se for o caso, o empregador deve providenciar também a lingerie, na cor bege e sem renda, para não marcar. É preferível usar tênis, que são mais confortáveis. O cabelo deve estar sempre preso.

“A roupa de dormir deve ser fornecida pelo empregador. De preferência, calça e blusa de malha, sem botões na parte da frente. Durante a noite, você pode ter de correr para acalmar a criança e não perceber se existe algo errado com a roupa”.

Um tipo de babá para cada idade

Criancinhas de 0 a 1 ano – Cuidadosa

A babá precisa ser calma e estar atenta aos muitos cuidados que um bebê exige. Ter segurança para carregá-lo ou trocá-lo. Pode ser uma pessoa com mais experiência. Em alguns casos, como os de bebês prematuros, babás-enfermeiras estão mais preparadas para auxiliar os pais.

Criancinhas de 1 a 3 anos – Bem-disposta

É uma fase difícil. Além de cuidar da criança, precisará de fôlego para ajudá-la a engatinhar e andar. Deve-se estimulá-la e ser quase uma sombra da criança, afinal, o perigo está ao alcance da mão ou no próximo degrau da escada.

Criancinhas de 4 a 6 anos – Companheira

Ela pode ajudar em algumas situações no desenvolvimento da criança, lendo histórias, por exemplo. Além disso, precisa estar afinada com a opinião dos pais a respeito de assuntos polêmicos, como perguntas sobre sexualidade.

Criancinhas de depois dos 6 anos – Observadora

Além de ser companheira, a babá precisa ficar atenta ao comportamento da criança, que passa por grande desenvolvimento intelectual. Ter aptidões, como saber navegar na internet, e ter noções de segurança on-line é interessante.

Quer contratar uma babá?

Você quer contratar uma babá e não sabe por onde começar? Não se preocupe. O Famyle está aqui para te ajudar em tudo o que precisar e garantir que você encontre alguém que encaixe perfeitamente com suas necessidades! Crie uma vaga agora, corre baixar nosso aplicativo e deixe que a gente cuide de você e de sua família! 

Gostou do nosso conteúdo? Então compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on reddit
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Crianças dando a mão

Categorias

Posts Recentes

Compartilhe em suas Mídias Sociais

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Tags

Posts Relacionados

empregada doméstica terceirizada

Trabalho doméstico duas vezes por semana

A ampliação dos direitos trabalhistas no trabalho doméstico, como horas extras e jornada máxima diária para trabalhadores domésticos, também visa alterar a relação entre empregadores