img-famyle-logo-cor-horizontal
medicamentos

Idosos: Orientação para organizar melhor a rotina de medicamentos

Índice

Qualquer pessoa que tome medicamentos ou muitos tipos diferentes de uma só vez deve tomar algumas precauções para se manter seguro. Há quem tome um remédio diariamente, uma vez por semana, a cada seis horas, ou a cada oito horas. 

Muitas vezes, manter tudo isso em ordem pode ser difícil. Vários são os fatores que interferem na ingestão do medicamento e, consequentemente, no resultado do tratamento, como: Esquecimento de dose, uso de dose maior ou menor, mudança de horário e outros motivos.

Contrate cuidador de idosos qualificados perto de sua casa

Tome os medicamentos como prescrito

Siga as instruções dadas a você exatamente como o médico receitou para você. Não pule ou acumule doses. Se você tiver dúvidas se um medicamento é bom ou não para você, converse com um profissional qualificado e não dê ouvidos aos outros. 

Um medicamento que lhe é apresentado pode não ser bom para outra pessoa, mesmo que ela tenha o mesmo problema. Evite tomar medicamentos que não são especificamente prescritos para você.

Sob nenhuma circunstância você deve decidir interromper o tratamento sem acompanhamento e aconselhamento de um especialista. Mesmo que você se sinta melhor.

A maioria das doenças é tratável e controlável, desde que o paciente seja disciplinado e adote o tratamento. Por exemplo, no caso de diabetes, mesmo que o paciente pense que o açúcar no sangue está normal em um momento, ele deve ir ao médico sobre isso. 

O diabetes é uma doença crônica e a melhora pode ser esperada à medida que o paciente faz o tratamento, afirma o neurologista. 

A automedicação é extremamente perigosa e pode levar a consequências mais graves, piorando a condição do paciente. Se o paciente tiver lesão renal e não seguir o regime prescrito, terá metabolismo e excreção de medicamentos diferentes. Isso pode ser um problema, afirma o médico.

Se o médico te indicou um medicamento específico, verifique ainda no consultório se é possível tomar um similar ou mesmo o genérico, se o preço for atrativo.

Contrate cuidador de idosos qualificados perto de sua casa

Você sabe a diferença entre medicamentos similares e genéricos?

É possível encontrar no mercado medicamentos genéricos e similares. Com relação ao tratamento, não há diferença no uso de um ou de outro. 

Entretanto, o genérico é um tipo de medicamento que não possui marca específica; no rótulo contém apenas o princípio ativo e a embalagem é caracterizada pela letra “G”, abreviação de genérico. 

Já os medicamentos similares possuem marca e nome comercial. A embalagem é caracterizada de acordo com o laboratório que a produz.

Mantenha a lista dos medicamentos visível

Anote o que você está tomando e quais são os horários de cada medicamento. 

Mantenha uma lista com você e outra em casa, à vista de todos. Atualize a lista a cada consulta ou mudança e inclua também orientações específicas como “tomar após o café da manhã” ou “30 minutos antes do almoço”.

Sua lista deve incluir o nome exato do medicamento, se é similar ou genérico. Também anote por que você está tomando cada medicamento, caso tome mais de uma dosagem (por exemplo, 300 mg), e quantas vezes você precisa tomar por dia.

Considere dar uma cópia para um amigo ou um ente querido, que você confia, para que ele possa te ajudar, especialmente, em caso de emergência ou até mesmo quando você estiver viajando e por alguma razão, perdeu as orientações.

Faça o acompanhamento periódico necessário com seu médico

Não importa se você usa o medicamento há muito tempo, ou se é recentemente.

O acompanhamento de rotina é necessário. Periodicamente é preciso reavaliar se o medicamento é a melhor opção para o paciente e rever horários, a frequência com que o paciente tomará aquele medicamento e a dosagem.

Esteja ciente das potenciais interações medicamentosas e efeitos adversos que um medicamento pode trazer

Algumas pessoas são alérgicas a alguns medicamentos ou a substâncias que o compõem e ainda não conhecem. Se conhecerem, poderão conseguir gerenciar um possível evento adverso com mais facilidade.

Ainda que o caso não seja de alergia, outras situações merecem atenção também, como interações medicamentosas:

  • Um medicamento interfere na forma como outro afeta no corpo impedindo que o resultado seja benéfico.
  • Uma preparação ou suplemento afeta a ação de um medicamento;
  • Um alimento ou bebida não alcoólica reage com o medicamento que você está tomando;
  • Uma bebida alcoólica interage com o medicamento.
  • Você pode descobrir isso caso aconteça com você, mas não espere o efeito dessas combinações. 

Saiba mais sobre possíveis interações e os possíveis efeitos adversos de seus medicamentos, mas não use a internet para isso. Converse com o médico ou farmacêutico, anote as dúvidas, faça uma lista e peça informações claras e objetivas sobre o assunto. Insista sempre para não sair do consultório sem respostas.

Você ainda pode fazer isso lendo cuidadosamente os rótulos e as informações que acompanham seus medicamentos prescritos.

Contrate cuidador de idosos qualificados perto de sua casa

Quer contratar um cuidador de idosos?

Você quer contratar um cuidador de idosos e não sabe por onde começar? Não se preocupe. O Famyle está aqui para te ajudar em tudo o que precisar e garantir que você encontre alguém que encaixe perfeitamente com suas necessidades! Crie uma vaga agora, corre baixar nosso aplicativo e deixe que a gente cuide de você e de sua família! 

Gostou do nosso conteúdo? Então compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on reddit
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Categorias

Posts Recentes

Compartilhe em suas Mídias Sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on reddit
Share on whatsapp

Tags

Posts Relacionados