img-famyle-logo-cor-horizontal
cuidador de idosos

Cuidador de idosos: a profissão promissora do futuro

Índice

cuidador de idosos

O mercado de trabalho para cuidador de idosos vem crescendo significativamente nos últimos anos. Além da mudança no perfil das famílias brasileiras, isso se deve ao grande aumento da população idosa no Brasil. 

As casas costumavam ser maiores e geralmente havia alguém para cuidar dos idosos. Hoje, com uma média de 1,7 filho por casal, a realidade é outra. 

O aumento da população idosa é um fenômeno mundial que vem se desenvolvendo com intensidade no Brasil. Enquanto a Europa levou 100 anos para dobrar o número de idosos, o Brasil alcançará esse feito por volta do ano de 2035, dobrando o número de idosos em relação a 2010, segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Estudo realizado O estudo publicado pela Fundação Dom Cabral (FDC) constatou que no Brasil hoje a população de 60 anos representa 16% da população, mas será de 30% em 2050, quase o dobro. 

Contrate cuidador de idosos qualificado perto de sua casa

7 dicas para ser um bom cuidador de idosos:

A profissão de cuidador geriátrico é muito promissora e a cada dia novas pessoas tentam se preparar para entrar nesse mercado, enquanto profissionais já experientes foram treinados para adquirir mais diferenciais. 

Por isso, separamos 7 dicas para você que quer trabalhar como cuidador de idosos, acompanhe:

1 – A rotina do cuidador de idosos:

O cuidado com idosos é um campo muito gratificante, mas cheio de desafios. Por isso, faça uma pesquisa na área, converse com profissionais que já atuam como cuidadores e em diferentes localidades (incluindo residências, hospitais, asilos, instituições de permanência para idosos) e avalie se você tem perfil para atuar na área. 

Existem diversas seções nas redes sociais como grupos do Facebook, canais do YouTube ou páginas do Instagram que trazem informações “diretamente da fonte”, onde cuidadores de idosos compartilham sobre a rotina diária de trabalho, salários e até tiram dúvidas sobre o dia a dia. 

Isso pode trazer muita clareza para todo o contexto antes de tomar a decisão de entrar na área!

2 – Cursos e Qualificações:

Um dos principais requisitos para algumas famílias ou agências é a certificação em um curso de cuidados geriátricos. Por isso, procure escolas especializadas que possam te fornecer todo o conteúdo teórico e prático para começar na área. 

Antes de fechar negócio, pesquise as opções, conheça as escolas, a reputação e a classificação dos alunos que já estudaram nessas instituições. Um bom curso com certeza irá fazer toda a diferença na sua carreira! 

Verifique se o curso escolhido tem carga horária mínima de 160 horas, das quais 25 horas são aulas práticas (como estágio ou voluntariado). 

Fique ligado e mantenha-se ativo durante seus estudos. As informações são sempre renovadas e é muito importante estarem atualizadas.

3 – Agências de emprego especializadas:

Existem várias agências de emprego para cuidadores de idosos no Brasil. Algumas delas até contratam profissionais que não têm experiência na área, mas que possuem formação de cuidados com idosos. 

É importante neste momento avaliar sua prontidão para iniciar e as formas de trabalho que você deseja começar. É comum receber ofertas para trabalhar como cuidador de idosos em turnos esporádicos ou como folguista, mas esse início é essencial para trazer experiência e contatos para o campo. 

Também é importante ficar atento aos processos de seleção. Preparamos algumas dicas para você se preparar:

  • Se você se interessou pela proposta, demonstre sua motivação e interesse para conquistar a vaga; 
  • Mantenha uma linguagem mais formal, devidamente adequada e evite gírias; 
  • Seja claro e transparente sobre sua formação: a verdade é uma grande força neste momento;
  • Vista-se adequadamente para a ocasião e também se atente muito quanto à sua higiene e cuidados pessoais. 

4 – Trabalhe como voluntário e adquira experiência:

Existem várias instituições confiáveis ​​e ONGs que procuram cuidadores de idosos voluntários para cuidar de idosos que não podem pagar por cuidados profissionais mas precisam de acompanhamento. 

Essa ação pode não só trazer experiência, mas também beneficiar muitas pessoas e promover a sensação de bem-estar social, afinal o trabalho voluntário pode ser muito gratificante, além de ser bem visto pelos olhos da sociedade e enriquecer o seu currículo profissional. Sem dúvidas é sempre uma ótima oportunidade!

5 – Ganhe experiência com estágios:

Os estágios são uma ótima alternativa para poder exercer a função de cuidador durante os estudos, e com o apoio de ser uma forma supervisionada. Isso pode ser feito em instituições de permanência para idosos, como asilos ou casas de apoio.

Atuar com estágios nessas instituições vai trazer ainda mais conhecimento além da esperada experiência prática, e ainda fortalecer sua rede de contatos, para que você possa conhecer mais pessoas da área durante o estágio além de possíveis vagas, afinal se você desenvolver um bom trabalho nessas instituições pode conseguir vagas disponíveis e ser efetivamente contratada(o).

6 – Visitas técnicas para conhecimento prático:

Durante o período de estudo em um curso de cuidador de idosos, a escola pode oferecer uma visita técnica com os alunos às instituições de cuidados, clínicas ou hospitais. 

Essa atividade é muito importante para poder acompanhar na prática como é o trabalho de um profissional da área, antes de iniciar a rotina de trabalho efetivo.

Fique atento aos detalhes, pois eles compõem grande parte da rotina do cuidador: atenção individual, lidar com os hábitos do idoso acompanhado e, principalmente, as especificidades de cada pessoa.

7 – Rede de contatos e network para cuidador de idosos:

O networking é fundamental no mundo profissional e não é diferente no campo do cuidado ao idoso. 

Mas como posso construir minha rede de contatos? Sabemos que ter uma rede é importante, mas pode dar muito trabalho. Por isso, separamos algumas dicas para você começar a construir a sua rede de network:

  • Mantenha-se sempre em contato com seus colegas e professores: eles são profissionais experientes e podem fazer a diferença, além de te indicarem; 
  • Participe de grupos em suas redes sociais e curta páginas relacionadas a cuidados geriátricos. Interaja com esses conteúdos e com as pessoas da área, afinal, quem é visto sempre é lembrado; 
  • Esteja atento ao mercado de trabalho: faça cursos de capacitação, participe de palestras e seminários sobre a área. Conheça quem são as pessoas influentes nesta área de cuidados com idosos; 
  • Não perca a oportunidade de estar em locais onde os supervisores e professores já estão trabalhando (faça estágios, visita técnica, seja voluntário, etc.) para conhecer e conviver com os profissionais.

Fazer um bom network é criar laços e oportunidades, além de permitir trocas de experiências e contatos. É preciso criar uma troca real em que todos possam ganhar, portanto esteja pronto para receber oportunidades, indicar vagas e conquistar novos lugares de atuação.

Contrate cuidador de idosos qualificado perto de sua casa

Quer contratar um cuidador de idosos?

Você quer contratar um cuidador de idosos e não sabe por onde começar? Não se preocupe. O Famyle está aqui para te ajudar em tudo o que precisar e garantir que você encontre alguém que encaixe perfeitamente com suas necessidades! Crie uma vaga agora, corre baixar nosso aplicativo e deixe que a gente cuide de você e de sua família! 

Gostou do nosso conteúdo? Então compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on reddit
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Categorias

Posts Recentes

Compartilhe em suas Mídias Sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on reddit
Share on whatsapp

Tags

Posts Relacionados

organização

5 passos para um espaço rapidamente organizado

A palavra-chave para uma faxina de qualidade pode estar na organização que a pessoa responsável por tal tarefa adotar para a realização deste trabalho. Algo

babysitting

8 Erros a evitar durante o babysitting em 2022

Você sabe o quanto você pode aprender como trabalhar com babysitting?  Em primeiro lugar, você pode ajudar a construir habilidades parentais que podem ser usadas