img-famyle-logo-cor-horizontal
empregada doméstica

Como faço para contratar uma empregada doméstica em 2023?

Índice

O ano mal começou e além das preocupações com as contas de início de ano, também surgem dúvidas de como contratar uma empregada doméstica em 2023, afinal essas funcionárias ajudam no dia a dia da vida doméstica.

Afinal, contratar uma empregada é uma decisão complexa que envolve inúmeros fatores, é importante que se tenha cuidado em todo processo, desde a escolha da pessoa até toda a parte burocrática.

Nos dias atuais, esses profissionais se tornam essenciais para a rotina de muitas famílias, seja porque as pessoas da casa trabalham em uma fábrica de mangueira de incêndio, por exemplo, e não têm tempo de arrumar a casa, ou estão de home office, enfim.

As empregadas domésticas são fundamentais para manter os lares dessas pessoas em perfeita harmonia exercendo funções como:

  • Limpar a casa;
  • Cozinhar;
  • Passar roupa;
  • Cuidar dos pets.

Sempre auxiliando na rotina das pessoas, é importante que se reconheça como essas profissionais são importantes e merecem ser reconhecidas pelo seu trabalho.

Para que a tarefa de encontrar uma doméstica seja mais fácil, separamos algumas informações que você precisa saber sobre o assunto neste artigo.

O que analisar antes de contratar uma doméstica?

Contratar uma empregada doméstica requer muito cuidado e atenção, pois é preciso contratar uma pessoa em que você confie e crie uma boa relação, afinal ela estará em sua casa todos os dias cuidando de suas coisas.

Ao contratar uma doméstica, além da confiança ou dos uniformes profissionais para essa funcionária, é importante que você esteja atento a todas as questões legais, afinal desde a contratação até a rescisão de contrato, é preciso que tudo seja guiado pelas leis.

Por isso é importante que você esteja ciente de todos os direitos trabalhistas, regulamentos e documentações necessárias, sendo assim as domésticas têm os seguintes direitos:

  • FGTS;
  • Férias de 30 dias;
  • Jornada de trabalho estabelecida na lei;
  • Salário Mínimo Nacional ou Piso Regional;
  • Remuneração de horas extras;
  • Cadastro no eSocial Doméstico;
  • Horário de almoço;
  • Feriados;
  • Seguro-desemprego;
  • 13º salário;
  • Descanso semanal remunerado (DSR);
  • Vale-transporte;
  • Licença maternidade;
  • Estabilidade durante a gravidez;
  • Salário família;
  • Aviso prévio.

É dever de qualquer pessoa ao contratar uma doméstica estar atento a esses direitos, afinal essas profissionais têm os mesmos direitos de qualquer trabalhador, desde serviços de folha de pagamento até férias e a remuneração de acordo com a sua categoria.

Após se atentar a essas questões legais, é importante avaliar a profissional em si. Você pode contratar uma empregada doméstica por indicação, essa tende a ser a maneira mais efetiva, pois você já tem uma espécie de recomendação de quem confia.

Mas além disso você consegue encontrar essas profissionais através de uma agencia de empregada doméstica ou aplicativos, essas opções contam com um grupo amplo de profissionais e você consegue escolher de acordo com as funções que deseja.

Por exemplo, se deseja uma funcionária apenas para passar suas roupas ou uma faxineira para limpar algumas coisas específicas, como a churrasqueira a gás, as janelas, os portões, enfim.

Após encontrar uma doméstica, é importante que se avalie alguns aspectos que vamos ver a seguir.

Proatividade

Para contratar uma boa doméstica é importante que ela seja proativa e tenha força de vontade para conseguir resolver os problemas do dia a dia, afinal não é sempre que você estará lá para dar as instruções.

Sendo assim, ela precisa saber quando é a hora necessária para lavar as cortinas de box de banheiro ou tirar o pó das prateleiras, com isso você consegue ficar tranquila e não precisa se preocupar com os afazeres da casa.

Além disso, essa profissional precisa ser comunicativa, pois isso permite que o ambiente de trabalho se torne mais agradável, por isso é importante estabelecer uma boa relação, para que não se crie desentendimentos.

Experiência

A experiência nesses casos conta muito, pois dessa forma essa profissional já sabe como funciona a relação de trabalho, como limpar um piso laminado, azulejos, pias, entre outros, isso permite que o trabalho seja mais eficaz.

Por isso, na hora da contratação, questione quais são as experiências dessa pessoa, entenda qual é seu perfil e se ela se encaixa em suas necessidades. As funcionárias com mais experiências podem ter um custo maior, porém pense no investimento.

Bom, se caso você não se importe com experiências e prefira alguém que nunca trabalhou com serviços domésticos antes, você pode dar a oportunidade para alguém que está começando e deseja um espaço no mercado.

Assim você consegue contratar uma empregada doméstica com vontade de aprender e a ensina como deseja que as coisas sejam feitas. Por mais que a profissional seja experiente, é importante que se pague o preço justo e o piso salarial.

Como escolher a jornada de trabalho?

Após a escolha da profissional, é importante determinar a jornada de trabalho em que ela irá realizar os seus serviços. Veja a seguir quais são elas:

Jornada de trabalho integral

Essa é a jornada de trabalho mais comum entre as empregadas domésticas, que consiste em 8 horas diárias e 44 semanais. De acordo com o que consta na Lei Complementar nº 150, capítulo 1:

Art. 2º: “A duração normal do trabalho doméstico não excederá 8 (oito) horas diárias e 44 (quarenta e quatro) semanais, observado o disposto nesta Lei.”

Sendo assim, o funcionário e o contratante podem decidir entre si qual a melhor jornada de trabalho dentro do que é estabelecido por lei, com isso a doméstica poderá trabalhar de segunda à sexta, ou se preferir ir aos sábados por um período de 4 horas.

Jornada de trabalho parcial

Nessa jornada o limite de horas permitido para o trabalho doméstico é de 25 horas semanais, optando por essa modalidade o salário será proporcional, assim como as férias.

Essas horas podem ser distribuídas de segunda à sexta, por um período determinado, ou 3 vezes na semana. Como na modalidade anterior sobre os dias trabalhados, é uma decisão de comum acordo entre o contratante e a doméstica.

A jornada parcial, permite que você tenha uma empregada doméstica todos os dias na sua casa, sem que precise gastar muito, pois ela irá ficar poucas horas do dia na residência, permitindo uma flexibilidade de ambas as partes.

É importante ressaltar que assim como na jornada anterior, o contratante precisa seguir todas as diretrizes da lei, pois existem vários detalhes que precisam ser vistos com muita atenção para que você não tenha um trabalhador irregular.

Sendo assim, trabalhando muito e ganhando pouco, por isso se atente para que ele cumpra o horário estabelecido, com isso ambas as partes conseguem se beneficiar com essa jornada de trabalho.

Jornada de trabalho 12×36

Esse tipo de jornada geralmente funciona para casos mais específicos, como no caso de cuidadores de idosos, crianças, pessoas com necessidades especiais, se tornando necessário que se tenha alguém no local durante a noite.

Esse caso não se aplica para aquelas domésticas contratadas para cozinhar, limpar o chão com uma lavadora de piso industrial, passar roupa, enfim, que seriam as mais tradicionais.

No caso da jornada de 12×36, a profissional irá prestar seus serviços por 12 horas seguidas e descansar por 36 horas após o fim da sua jornada.

Doméstica dorme no trabalho

Como o próprio nome diz, nesses casos a doméstica irá passar a noites no trabalho, mas é importante que o empregador saiba que por mais que essa profissional esteja dormindo na sua casa, a sua jornada de trabalho não pode passar de 8 horas.

Sendo assim, a profissional precisa ter horário para dormir e não pode ficar à disposição a todo o tempo. Caso aconteça algo que necessite dos serviços da doméstica, não pode ser frequente e nem passar de 2 horas extras diárias.

Como manter um bom convívio com a sua doméstica?

É importante que você dê as informações necessárias da casa, onde fica o saco de papel, os produtos de limpeza, a dispensa, enfim, faça uma tour com essa profissional pela sua casa e mostre tudo que for necessário.

Feito isso, é importante que você confie na funcionária em que contratou, dessa forma não fique em cima dela, vigiando o seu trabalho e dando palpites. Lembre-se que cada um tem o seu jeito e seu ritmo, nesses casos o respeito é primordial.

É importante que você forneça feedbacks sobre o trabalho dessa profissional, mas lembre-se que criticar por criticar não leva a lugar algum, então faça críticas construtivas e fale onde e por que ela está errando.

Abra uma diálogo e mostre que você também está aberta para ouvi-la, crie uma relação de complicidade, isso vai ajudar com que se crie um ambiente saudável.

Quer contratar uma Empregada Doméstica?

Você quer contratar uma Empregada Doméstica e não sabe por onde começar? Não se preocupe. O Famyle está aqui para te ajudar em tudo o que precisar e garantir que você encontre alguém que encaixe perfeitamente com suas necessidades! Crie uma vaga agora, corre baixar nosso aplicativo e deixe que a gente cuide de você e de sua família! 

Gostou do nosso conteúdo? Então compartilhe!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on reddit
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Categorias

Posts Recentes

Compartilhe em suas Mídias Sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on reddit
Share on whatsapp

Tags

Posts Relacionados